INFORMAÇÃO DE ÚLTIMA HORA

Devido às previsões meteorológicas para os próximos dias, que segundo o IPMA (Instituto Português do Mar e da Atmosfera) apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio devido às altas temperaturas e vento, o governo emitiu esta tarde um despacho que deixa, em situação de alerta, todo o território do Continente. As medidas excecionais entram em vigor a partir das 20h00 de hoje e mantém-se até às zero horas do dia 4 de agosto (terça-feira).

No âmbito da situação de alerta, serão implementadas as seguintes medidas excecionais:

– Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;
– Proibição da realização de queimadas e queimas de sobrantes de exploração;
– Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas nos distritos onde tenha sido declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil;
– Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais e outros espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal.