Os centros comerciais e as lojas do cidadão vão permanecer fechados na Área Metropolitana de Lisboa até 04 de junho, de acordo com a III fase do plano de desconfinamento do Governo, aprovada hoje em Conselho de Ministros.

Em conferência de imprensa no final da reunião semanal do executivo, o primeiro-ministro justificou a decisão com o facto de a evolução do número de casos na Área Metropolitana de Lisboa distinguir-se “significativamente” das restantes regiões do país.

Sublinhando que Alentejo, Algarve, Norte e Centro “têm tido um nível de evolução essencialmente estável”, com um “forte decréscimo de incidência”, António Costa contrapôs que a região de Lisboa e Vale do Tejo “tem tido um aumento muito significativo do número de casos” de covid-19.

“Esta situação não revela uma situação, de forma alguma, de descontrolo”, afirmou.

Em diálogo com as câmaras municipais da Área Metropolitana de Lisboa, acrescentou o primeiro-ministro, vai ser reavaliada a abertura das lojas com mais de 400 metros quadrados e as feiras.