Carminho regressou esta sexta-feira, quatro anos depois, ao palco do Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal, para um concerto com lotação esgotada, inserido numa digressão nacional de promoção do mais recente trabalho discográfico, “Maria”.

Em 2016, Carminho esgotou a sala do Fórum Municipal Luísa Todi na apresentação do disco “Canto”. O seu regresso a Setúbal foi igual, com o público a recebê-la calorosamente num concerto lotado.

This slideshow requires JavaScript.

Num registo intimista, a cantora lisboeta, toda vestida de preto e grávida do primeiro filho, apresentou em Setúbal “Maria”, o novo álbum de originais que produziu e no qual tem a autoria de alguns temas, letra e música, casos de “Estrela”, “A Mulher Vento” e “Poeta”.

No álbum, a própria Carminho toca ainda guitarra elétrica. No concerto de sexta-feira à noite em Setúbal, fez-se acompanhar de Luís Guerreiro, na guitarra portuguesa, Flávio Cardoso, na viola, Tiago Maia, na viola baixo, e Pedro Geraldes, no pedal steel guitar.

A cantora, de 35 anos, prosseguiu em Setúbal uma digressão nacional iniciada a 11 de janeiro em Torres Novas, realizada com o objetivo de promover o quinto trabalho discográfico da carreira e, assumidamente, o mais pessoal.

A partir do lançamento do álbum, a 30 de novembro de 2018, Carminho embarcou numa longa digressão internacional, que totalizou 85 concertos em vinte países.

Maria do Carmo de Carvalho Rebelo de Andrade, conhecida no meio artístico por Carminho, nasceu em Lisboa a 20 de agosto de 1984. Filha da fadista Teresa Siqueira, conheceu desde pequena o fado.

Ao longo da carreira, tem gravado com artistas de outras áreas musicais, casos dos brasileiros Chico Buarque, Milton Nascimento, Marisa Monte, Ney Matogrosso e Nana Caymmi e do espanhol Pablo Alborán.