O 95.º aniversário do nascimento de Sebastião da Gama é assinalado em Setúbal a 10 de abril com um programa que evoca a memória e a obra do poeta azeitonense.

As comemorações incluem, no dia 10, às 10h00, uma cerimónia de deposição de flores na estátua erigida ao poeta, na Praça da República, em Vila Nogueira de Azeitão, a que se segue uma romagem ao cemitério local.

O programa prossegue no dia 13 com um momento de declamação de poesia dedicado a Sebastião da Gama, às 15h00, no Museu Oceanográfico do Portinho da Arrábida.

As comemorações são promovidas numa parceria da Câmara Municipal de Setúbal com a Junta de Freguesia de Azeitão, a Associação Cultural Sebastião da Gama e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

Sebastião Artur Cardoso da Gama nasceu a 10 de abril de 1924, em Vila Nogueira de Azeitão, tendo completado a licenciatura em Filologia Românica em 1947 na Faculdade de Letras de Lisboa.

“Serra-Mãe”, de 1945, foi a primeira obra do poeta editada em vida, seguindo-se “Cabo da Boa Esperança”, de 1947, e “Campo Aberto”, 1951.

No dia 7 de fevereiro de 1952, Sebastião da Gama morre, com apenas 27 anos, vítima de tuberculose renal, doença que sofria desde a adolescência.