O Festival de Música de Setúbal, único no país ao juntar artistas nacionais e internacionais consagrados com talentos emergentes da comunidade local, apresenta a décima edição nos dias 20, 21 e 22, com espetáculos em diversos locais do concelho.

O certame, adiado de maio em face dos constrangimentos da crise sanitária, reúne músicos e autores de diversas proveniências, bem como jovens, alguns com deficiência, para a apresentação de performances musicais inéditas.

Subordinada ao tema “Escutar”, que traduz o cariz colaborativo que caracteriza este festival, a décima edição, adaptada às contingências atuais, oferece um programa eclético, incluindo as participações da Orquestra de Câmara Portuguesa, Voces Cælestes, A Garota Não e Quarteto Tejo.

Com forte carácter inclusivo, o certame, organizado pela Associação Festival de Música de Setúbal, com financiamento da Câmara Municipal de Setúbal e da The Helen Hamlyn Trust, envolve as escolas de música locais, bem como jovens com necessidades educativas especiais.

O programa começa no dia 20, as 21h00, no Fórum Municipal Luísa Todi, com o concerto “Música e Natureza”, pela Orquestra de Câmara Portuguesa e pela Camerata do Festival de Música de Setúbal, com André Gaio Pereira no violino e direção, Sofia Sousa na viola e Pedro Carneiro como maestro.

O reportório deste espetáculo é Inverno, Opus 8, N.º 4, em Fá menor, de Vivaldi, Lachrymae, de Britten, e Sinfonia Pastora, de Beethoven. Os bilhetes custam dez euros.

Para o dia 21, o festival conta com diversos eventos, incluindo uma oficina de música coral, no Convento de Jesus, com sessões às 11h00 e às 12h00, dirigidas a crianças dos 8 aos 12 anos, sob orientação da maestrina Filipa Palhares. A participação é sujeita a reserva no e-mail  a7m.eventosfms@gmail.com

Às 15h00, o Convento de Jesus é palco do concerto “As Estações”, num momento de reencontro e partilha de música e poesia de jovens músicos profissionais de Setúbal que desenvolvem a sua atividade em várias partes do mundo.

O espetáculo, de entrada livre, mediante levantamento de convite, conta com as participações da Camerata do Festival de Música de Setúbal e do Conservatório Regional de Setúbal, com André Gaio Pereira, no violino e direção, que interpretam Primavera e Outono, Opus 8, N.º 3, em Fá maior, de Vivaldi, e Concerto para Cordas, de Joly Braga Santos.

O grupo A Garota Não, com voz e guitarra de Cátia Oliveira, bateria e percussão de Diogo Sousa e guitarras e produção de Sérgio Mendes, atua, às 18h00, no Fórum Municipal Luísa Todi, acompanhado pela Academia de Dança Contemporânea de Setúbal, no espetáculo “O Silêncio que fica entre palavras que dançam”. Os bilhetes custam dez euros.

O evento “Escuta a minha oração” encerra o programa do dia 21, às 21h00, na Igreja de São Julião, com música coral por Mãos que Cantam, com Sérgio Peixoto como maestro, pelo Coral Infantil de Setúbal, dirigido por Nuno Batalha, e pelas Voces Cælestes, com condução de Sérgio Fontão e Gonçalo Simões no piano.

Este espetáculo, a que se pode assistir mediante levantamento de convite, inclui obras de Filipe de Magalhães, Henry Purcell, Benjamin Britten, Leonard Bernstein, John Cage e James MacMillan.

O Quarteto Tejo proporciona masterclasses de música de câmara para cordas, com obras de Beethoven e Mendelssohn, no dia 22, das 10h00 às 13h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, de entrada livre mediante levantamento de convite.

A formação, composta por André Gaio Pereira e Tomás Soares, no violino, Sofia Silva Sousa, viola d’arco, e Beatriz Raimundo, violoncelo, dá depois um concerto, intitulado “Beethoven em Casa”, às 15h00, igualmente no Salão Nobre dos Paços do Concelho, por convite.

Uma sinergia entre o saxofonista João Pedro Silva, do Conservatório Regional de Palmela, e alunos da classe de composição do professor António Laertes, do Conservatório Regional de Setúbal, resulta em “Artes Sónicas”, apresentada às 11h00, na Casa da Baía.

No espetáculo, com o custo de cinco euros, são interpretadas obras de Jorge Salgueiro, Lino Guerreiro, Andy Scott, António Laertes e dos jovens compositores Tiago Ribeiro, Alexandre Sousa e Bárbara João.

A festa de encerramento do 10.º Festival de Música de Setúbal, às 19h00, no Fórum Municipal Luísa Todi, com bilhetes a sete euros, integra dois momentos.

A primeira parte mostra o filme “Escutar a Diferença”, projeto de inclusão social em que a música é a linguagem universal que une os alunos de diferentes escolas e meios. O filme, cuja composição e direção é de Merit Ariane, tem a participação de alunos da APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Setúbal e dos conservatórios regionais de Setúbal e Palmela.

Na segunda parte, o Ensemble Juvenil de Setúbal, com a cantora Sofia Vitória, e o Quarteto Tejo, dirigido pelo maestro Miguel Ângelo Conceição, proporcionam o espetáculo “Entoando o Futuro”, num concerto que celebra os 250 anos de Beethoven, com uma composição inédita de Sara Ross.

Os bilhetes ou convites para os eventos do 10.º Festival de Música de Setúbal devem ser adquiridos ou levantados no Fórum Luísa Todi. No caso específico dos ingressos podem ainda ser comprados na bilheteira online, em www.bol.pt.

O Festival de Música de Setúbal conta com o apoio de Antena 1, Antena 2, Gerador, Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, Delta Cafés, Caetano Drive, BPI e Fundação “la Caixa”.

Mais informações podem ser consultadas no site oficial do evento, em www.festivalmusicadesetubal.com.pt